ANÚNCIOS NAS DIVERSAS FASES DA DISCIPLINA CRISTÃ

ANÚNCIOS NAS DIVERSAS FASES DA DISCIPLINA CRISTÃ

PRIMEIRO ANÚNCIO:

Amados no Senhor:

O Conselho comunica aos irmãos, com tristeza no coração, que um membro da nossa igreja se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . Mandamento (s). Embora o Conselho tenha admoestado este membro seriamente, mais de uma vez, não houve provas de arrependimento. Por isso, o Conselho teve que afastá-lo da comunhão da Mesa do Senhor. Isto, porém, não o levou ao arrependimento. Admoestações contínuas não resultaram em uma mudança. Lamentavelmente, o Conselho é obrigado a continuar exercendo a disciplina sobre este membro e terá que prosseguir até a excomunhão dele, caso o mesmo permaneça em seus pecados. Nós divulgamos este fato agora pela primeira vez, publicamente, e exortamos os irmãos a orar ao Senhor para que Ele conduza este membro da igreja ao arrependimento.

SEGUNDO ANÚNCIO:

Amados no Senhor,

Foi com o coração triste que o Conselho comunicou aos irmãos, no passado, que um membro da nossa igreja se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . . . Mandamento(s). Naquela ocasião vocês ouviram que esse membro foi afastado da Santa Ceia, porque se recusou a arrepender-se. Apesar da disciplina contínua, não ficou visível o verdadeiro arrependimento. Pelo contrário, todas as admoestações permaneceram sem resultado. O único resultado foi que seu coração se endureceu. Agora informamos aos irmãos, com o coração triste, que prosseguiremos com a disciplina. Nós, seriamente os exortamos a continuarem admoestando o pecador com amor. O nome dele/dela é: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Orem ao Senhor para que Ele conduza este irmão/esta irmã ao arrependimento, também para que o pecado dele/dela seja banido da congregação e que o pecador seja salvo.

TERCEIRO ANÚNCIO:

Amados no Senhor:

O Conselho já teve, por duas vezes, a triste obrigação de informar-vos que o irmão/a irmã . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . . . Mandamento(s). Vocês também ouviram que ele/ela recusava-se a arrepender-se, endurecendo mais e mais o coração, de forma que teve que ser afastado da Santa Ceia. Mesmo assim, ele/ela não tem demonstrado verdadeiro arrependimento. Pelo contrário, todas as admoestações têm permanecido em vão.

Por isso é com grande tristeza que vos informamos, pela terceira vez, que temos que prosseguir com a disciplina sobre este irmão/esta irmã. Se ele/ela não arrepender-se, será excluído da comunhão da Igreja de Cristo no dia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Pela última vez nós encorajamos os irmãos a admoestarem este irmão/esta irmã, com muita persistência e amor. Orem ao Senhor para que agrade a Ele conduzi-lo/conduzi-la ao arrependimento, a fim de que ele/ela não se endureça completamente, mas seja salvo.

FORMA PARA A DISCIPLINA SOBRE MEMBROS NÃO COMUNGANTES, ADULTOS, QUE REJEITAM O EVANGELHO.

COMUNICADO À CONGREGAÇÃO:

O Conselho notifica os irmãos, com tristeza no coração, que o irmão de nome………………….. que recebeu o santo batismo como membro da Igreja de Cristo, persiste em permanecer no pecado contra o (especificar o mandamento)…………………………, apesar de admoestações sérias e constantes.

Nós esperamos e oramos para que ele mostre arrependimento e conversão, mas se isto não ocorrer dentro de um prazo de…….. meses (especificar o número de meses), o Conselho está obrigado a excluí-lo da Aliança de Deus.

DECLARAÇÃO DE EXCLUSÃO:

O Conselho comunica aos irmãos, com grande tristeza no coração, que (dizer o nome da pessoa)………………………. que recebeu o santo batismo como sinal e selo da comunhão com Cristo e sua Igreja, tem continuado a negar esta comunhão com Cristo e sua Igreja, apesar de muitas e sérias admoestações.

Por isso o Conselho deve agora, em o nome do SENHOR, passar a excluir (dizer o nome da pessoa)…………………………………..da Igreja de Deus e declarar que ele não tem parte na salvação em Cristo, enquanto não se arrepender.

Exortamos a congregação para que não pare de orar pelo pecador e admoestá-lo, com amor, para que ele confesse seu pecado e aparte-se do mesmo. E tenhamos o cuidado para que nenhum de nós tenha um coração mau e incrédulo a ponto de também se apartar do Deus vivo.

ORAÇÃO:

Invoquemos o nome de Deus confessando os nossos pecados:

Deus justo e Pai misericordioso, nós nos acusamos por causa dos nossos pecados. Reconhecemos que merecemos a tristeza que a excomunhão deste membro não comungante causou. Sim, todos nós somos dignos de sermos excluídos da tua presença por causa dos nossos terríveis pecados.

Mas, Ó SENHOR! Sê gracioso para conosco por amor de Cristo. Nós estamos

arrependidos de nossos pecados e pedimos-Te perdão. Faze que sempre nos guardemos da má influência do mundo e daqueles que desviaram-se de Ti. Concede-nos que nós nos esforcemos em cada vez mais servirmos a Ti.

Faze que nossas palavras e nosso comportamento possam contribuir para que esse irmão agora excluído volte para Ti. Assim será engrandecido o teu nome e nós poderemos acolher esse irmão novamente em nosso meio, com alegria. Porque Tu SENHOR não tens prazer na morte do pecador, e, sim, na sua conversão e vida.

Leva ao arrependimento todos os demais que desviaram-se de Ti.

(Segue-se o Pai Nosso).

FORMA PARA A EXCOMUNHÃO DE MEMBROS COMUNGANTES

Amados no Senhor Jesus Cristo:

O Conselho anunciou a esta igreja mais de uma vez que o (a) irmão (irmã)………………………………………………. tem persistido em uma vida pecaminosa. A finalidade destes anúncios era para que este irmão, pelas orações e admoestações da congregação, voltasse ao Deus vivo e fosse libertado do poder de Satanás, que o fez cativo. Mas para nossa profunda tristeza, ninguém nos avisou de qualquer evidência de verdadeiro arrependimento, embora ele (ela) tenha sido avisado por muitos. A sua culpa que já era grave, só aumentou por causa da sua persistência no pecado. Tendo demonstrado a ele (a ela) muita paciência, a Palavra de Deus nos obriga a proceder com o último recurso que o Senhor nos dá, a saber: a exclusão da comunhão da sua Igreja. Esta excomunhão tem a intenção de que este irmão (irmã) fique envergonhado (a) dos seus pecados, e serve também para evitar que este membro pecador contamine todo o corpo, que é a Igreja de Cristo. Além disso, é desta maneira que a blasfêmia do nome de Deus é evitada.

EXCOMUNHÃO:

Cristo Jesus designou o exercício da disciplina aos seus oficiais com as palavras: “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado nos céus” (Mateus 18:18). Portanto nós, os membros do Conselho da Igreja de Deus nesta localidade, *excomungamos, no nome do nosso Senhor Jesus Cristo, a: …………………………………………………………………………….. da Igreja do Senhor, porque ele (ela) obstinadamente persiste em seu pecado. Ele(Ela) é excluído, agora, da comunhão de Cristo e do seu reino. Ele (Ela) não pode mais participar dos sacramentos. Ele (Ela) não tem mais parte nos benefícios e bênçãos espirituais que Cristo confere à sua Igreja. Enquanto ele (ela) persistir em seu pecado, que seja (para vocês como um incrédulo, excluído da Igreja (confira Mateus 18:17).

[Junto com …………………………………………. são excomungados os seguintes filhos dele(dela)]:

AVISO PARA A CONGREGAÇÃO:

Nós os exortamos (a vocês), amados(irmãos em Cristo, para que não o (a)considerem um inimigo (uma inimiga). Ao contrário, tentem avisá-lo (la) com amor. Mas não se associem com ele (ela), a fim de que o mesmo (a mesma) seja envergonhado (a) e se arrependa (Confira 1 Tessalonicenses 3:14,15).

Esta excomunhão, amados, é um aviso para todos nós. Temamos a Deus e sejamos prudentes, porque aquele “que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Coríntios 10:12). Continuem na verdadeira comunhão com o Pai e seu Filho, Jesus Cristo, e também com todos os crentes sinceros, a fim de que nós obtenhamos eterna salvação.

Vocês viram como o nosso irmão (nossa irmã) excomungado (a) perdeu o caminho; como ele (ela) começou a cair e gradualmente se arruinou. Aprendam com isso como Satanás é sutil em levar o homem à destruição, e como ele o faz desprezar a Palavra de Deus e os seus Sacramentos (2 Coríntios 2:11). Portanto, resistam ao mal desde o princípio. “Desembaraçando-nos de todo o peso, e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus” (Hebreus 12:1-2). “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” (1 Pedro 5:8). “Orai, para que não entreis em tentação” (Lucas 22:46). “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações” (Hebreus4:7). “Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor” (Filipenses 2:12).

Que todos se arrependam dos seus pecados para que o nosso Deus não nos entristeça novamente e nós não fiquemos aflitos por mais um membro do corpo. Vivam unanimemente em piedade; sejam a nossa coroa e alegria no Senhor. Somente o Senhor, que “efetua em vós tanto o querer como o realizar segundo a sua boa vontade”, é capaz de nos guardar no caminho dos seus mandamentos (confira Filipenses 2:13).

Invoquemos, portanto, o seu santo nome confessando os nossos pecados.

ORAÇÃO:

Deus justo e Pai misericordioso, diante de tua santa majestade nós nos acusamos por causa dos nossos pecados. Nós reconhecemos que merecemos a tristeza e aflição que a excomunhão do nosso (nossa) irmão (irmã) causou. Sim, todos nós somos dignos de sermos excluídos da tua presença por causa das nossas muitas transgressões.

Mas, ó Senhor, sê gracioso para conosco por causa do amor de Cristo. Nós nos arrependemos dos nossos pecados e pedimos-Te perdão. Opera em nós pelo teu Espírito Santo para que nos esforcemos em cada vez mais servir a Ti. Concede que fiquemos longe da poluição espiritual do mundo e dos que se desviaram de Ti.

Concede que o membro excluído fique envergonhado por causa dos seus pecados e volte para Ti, porque Tu não tens prazer na morte dos ímpios, mas em que o ímpio volte dos seus maus caminhos e viva.

Portanto, nós, o teu povo, sempre acolheremos os que voltam para Ti. Acende em nossos corações amor e zelo para que, por meio das nossas admoestações e do nosso exemplo, este irmão (esta irmã) excomungado (a) e outros que vivem em incredulidade sejam trazidos de volta para Ti.

Abençoa nossos esforços a fim de que tenhamos motivos de nos alegrarmos de novo com ele (ela), sobre quem estamos lamentando agora, para que desta maneira o teu santo nome seja louvado. Por nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

*: Nota Explicativa: A decisão tomada por um Conselho Local de excomungar um membro da Igreja precisa do consentimento de outra assembléia eclesiástica para evitar arbitrariedade. Normalmente é o concílio que trata deste assunto. Caso não haja ainda tal assembléia, o Conselho procura o consentimento de outros conselhos (vizinhos).

FORMA PARA A READMISSÃO À IGREJA COMUNICADO À CONGREGAÇÃO:

Amados em nosso SENHOR Jesus Cristo:

É de vosso conhecimento que há alguns anos (meses) foi excluído(a) da Igreja nosso(a) irmão(irmã)……………………………………………………………………………….

Agora com alegria podemos comunicar-vos que ele(a) pela graça de Deus chegou ao arrependimento e deseja ser readmitido(a) à comunhão da Igreja de Jesus Cristo. Visto que Cristo nos ordena receber com alegria todo aquele que volta arrependido, nós vamos recebê-lo(la) novamente, com alegria, na comunhão da Igreja, a não ser que até o domingo dia……………………………………………. sejam apresentadas objeções legítimas contra essa readmissão. Nesse momento, todos nós nos lembraremos de agradecer a Deus pelo favor concedido a ele(a), rogando ao Deus Pai de misericórdia que possa completar a sua obra neste(a) irmão(irmã) para a salvação eterna do(a) mesmo(a).

FORMA DE READMISSÃO:

Amados em nosso SENHOR Jesus Cristo!

Recentemente informamos a vocês do arrependimento e conversão de…………………………………….., a fim de que, com vossa aprovação, este(a) irmão(irmã) pudesse ser recebido(a) de novo na Igreja de Deus. Visto que ninguém apresentou objeção legítima contra esta readmissão, receberemos agora este(a) irmão(irmã) de volta à comunhão dos santos. Jesus confiou à sua Igreja as chaves do Reino dos Céus, quando disse: “Em verdade vós digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra, terá sido desligado nos céus” (Mateus 18:18). E como Deus na sua Palavra declara não ter prazer na morte do pecador, mas antes que ele se converta e viva, (Ezequiel 33:11). A Igreja do Salvador Jesus Cristo sempre continua esperando a conversão de pecadores e recebe de novo, com alegria e amor, na sua comunhão todo aquele que volta arrependido. Por isso, o apóstolo Paulo exorta a Igreja a perdoar alguém que se mostra contritamente arrependido após ter sido disciplinado por motivo de pecado, a consolá-lo e dar provas de amor para com ele, (2 Coríntios 2:5-7). Para todos aqueles que confessam seus pecados é a promessa: Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar de toda injustiça (1 João 1:9). Ninguém que tenha se arrependido sinceramente, precisa, de forma alguma, duvidar que Deus pela sua graça o acolherá em amor, pois Cristo diz assim: “Se de alguns perdoardes os pecados, são-lhes perdoados” (João 20:23).

PERGUNTAS PARA A READMISSÃO:

Antes de continuarmos com o ato de readmissão de (nome)…………………………………………………. à comunhão da Igreja de Cristo, requeremos que ele responda as seguintes perguntas:

1. Você declara de todo o seu coração, diante de Deus e de sua Igreja, que está sinceramente arrependido(a) dos seus pecados nos quais persistia e que por causa deles estava corretamente excluído(a) da Igreja?

2. Você crê verdadeiramente que Deus perdoou todos os seus pecados, somente pelos méritos de Jesus Cristo e que agora Ele te recebe em graça?

3. Você deseja ser readmitido(a) à comunhão da Igreja do SENHOR Jesus Cristo e promete, pela graça do SENHOR, viver de agora em diante em toda santidade conforme a Palavra do bom Deus?

Resposta : Sim!

READMISSÃO À IGREJA:

Reunidos em nome e autoridade de Jesus Cristo, nós, como servos e supervisores da Igreja de Deus, readmitimos (nome)…………………………………………………………, da excomunhão à comunhão da Igreja de Deus. Recebemos você outra vez na Igreja de nosso SENHOR com alegria e gratidão. Declaramos que você tem parte na comunhão de Cristo, nos santos sacramentos, bem como em todos os dons espirituais e bênçãos de nosso Salvador, os quais Deus promete dar à Sua Igreja. Que o eterno Deus preserve você nesta graça até o fim de tua vida, através de Seu único Filho, nosso SENHOR e Salvador Jesus Cristo. “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará” (1 Tessalonicenses 5:24). Amém.

ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO:

Gracioso Deus e Pai, nós te agradecemos e te louvamos, pois, por meio de Jesus Cristo, Tu tens concedido a este irmão(irmã) um descontentamento para com o pecado e um arrependimento piedoso para a vida. Nós te oramos para que mostres a este(a) irmão(irmã) a Tua graça, que ele(a) possa tornar-se mais e mais convicto(a) da completa remissão de todos os seus pecados envolvendo-se com a certeza de uma alegria inexprimível e deleitando-se em servir só a Ti.

Por algum tempo este(a) irmão(irmã) angustiou-se muito por causa de seus pecados. Permitas, SENHOR Deus, que ele(a) agora, estando outra vez neste estado de graça, possa edificar a muitos por meio de sua conversão. Permitas, SENHOR Deus, que este(a) irmão(irmã) ande firmemente em Teus caminhos até o fim de sua vida nesta terra.

Toca-nos, Pai santo! Pois através deste exemplo sabemos que contigo há perdão e que por isso Tu podes sempre ser louvado. Permitas, que agora com nosso irmão(irmã) possamos servir-Te com temor e obediência como de uma criança em todos os dias de nossa vida, através de Jesus Cristo nosso SENHOR e Salvador, que juntamente com Deus Pai e o Espírito Santo é o único e verdadeiro Deus. Amém!

(Se quiser pode ainda acrescentar o Pai nosso).

ANÚNCIOS NAS DIVERSAS FASES DA DISCIPLINA CRISTÃ

PRIMEIRO ANÚNCIO:

Amados no Senhor:

O Conselho comunica aos irmãos, com tristeza no coração, que um membro da nossa igreja se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . Mandamento (s). Embora o Conselho tenha admoestado este membro seriamente, mais de uma vez, não houve provas de arrependimento. Por isso, o Conselho teve que afastá-lo da comunhão da Mesa do Senhor. Isto, porém, não o levou ao arrependimento. Admoestações contínuas não resultaram em uma mudança. Lamentavelmente, o Conselho é obrigado a continuar exercendo a disciplina sobre este membro e terá que prosseguir até a excomunhão dele, caso o mesmo permaneça em seus pecados. Nós divulgamos este fato agora pela primeira vez, publicamente, e exortamos os irmãos a orar ao Senhor para que Ele conduza este membro da igreja ao arrependimento.

SEGUNDO ANÚNCIO:

Amados no Senhor,

Foi com o coração triste que o Conselho comunicou aos irmãos, no passado, que um membro da nossa igreja se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . . . Mandamento(s). Naquela ocasião vocês ouviram que esse membro foi afastado da Santa Ceia, porque se recusou a arrepender-se. Apesar da disciplina contínua, não ficou visível o verdadeiro arrependimento. Pelo contrário, todas as admoestações permaneceram sem resultado. O único resultado foi que seu coração se endureceu. Agora informamos aos irmãos, com o coração triste, que prosseguiremos com a disciplina. Nós, seriamente os exortamos a continuarem admoestando o pecador com amor. O nome dele/dela é: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Orem ao Senhor para que Ele conduza este irmão/esta irmã ao arrependimento, também para que o pecado dele/dela seja banido da congregação e que o pecador seja salvo.

TERCEIRO ANÚNCIO:

Amados no Senhor:

O Conselho já teve, por duas vezes, a triste obrigação de informar-vos que o irmão/a irmã . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . se tornou culpado de pecar contra o . . . . . . . . . . . . . . . . Mandamento(s). Vocês também ouviram que ele/ela recusava-se a arrepender-se, endurecendo mais e mais o coração, de forma que teve que ser afastado da Santa Ceia. Mesmo assim, ele/ela não tem demonstrado verdadeiro arrependimento. Pelo contrário, todas as admoestações têm permanecido em vão.

Por isso é com grande tristeza que vos informamos, pela terceira vez, que temos que prosseguir com a disciplina sobre este irmão/esta irmã. Se ele/ela não arrepender-se, será excluído da comunhão da Igreja de Cristo no dia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Pela última vez nós encorajamos os irmãos a admoestarem este irmão/esta irmã, com muita persistência e amor. Orem ao Senhor para que agrade a Ele conduzi-lo/conduzi-la ao arrependimento, a fim de que ele/ela não se endureça completamente, mas seja salvo.

FORMA PARA A DISCIPLINA SOBRE MEMBROS NÃO COMUNGANTES, ADULTOS, QUE REJEITAM O EVANGELHO.

COMUNICADO À CONGREGAÇÃO:

O Conselho notifica os irmãos, com tristeza no coração, que o irmão de nome………………….. que recebeu o santo batismo como membro da Igreja de Cristo, persiste em permanecer no pecado contra o (especificar o mandamento)…………………………, apesar de admoestações sérias e constantes.

Nós esperamos e oramos para que ele mostre arrependimento e conversão, mas se isto não ocorrer dentro de um prazo de…….. meses (especificar o número de meses), o Conselho está obrigado a excluí-lo da Aliança de Deus.

DECLARAÇÃO DE EXCLUSÃO:

O Conselho comunica aos irmãos, com grande tristeza no coração, que (dizer o nome da pessoa)………………………. que recebeu o santo batismo como sinal e selo da comunhão com Cristo e sua Igreja, tem continuado a negar esta comunhão com Cristo e sua Igreja, apesar de muitas e sérias admoestações.

Por isso o Conselho deve agora, em o nome do SENHOR, passar a excluir (dizer o nome da pessoa)…………………………………..da Igreja de Deus e declarar que ele não tem parte na salvação em Cristo, enquanto não se arrepender.

Exortamos a congregação para que não pare de orar pelo pecador e admoestá-lo, com amor, para que ele confesse seu pecado e aparte-se do mesmo. E tenhamos o cuidado para que nenhum de nós tenha um coração mau e incrédulo a ponto de também se apartar do Deus vivo.

ORAÇÃO:

Invoquemos o nome de Deus confessando os nossos pecados:

Deus justo e Pai misericordioso, nós nos acusamos por causa dos nossos pecados. Reconhecemos que merecemos a tristeza que a excomunhão deste membro não comungante causou. Sim, todos nós somos dignos de sermos excluídos da tua presença por causa dos nossos terríveis pecados.

Mas, Ó SENHOR! Sê gracioso para conosco por amor de Cristo. Nós estamos

arrependidos de nossos pecados e pedimos-Te perdão. Faze que sempre nos guardemos da má influência do mundo e daqueles que desviaram-se de Ti. Concede-nos que nós nos esforcemos em cada vez mais servirmos a Ti.

Faze que nossas palavras e nosso comportamento possam contribuir para que esse irmão agora excluído volte para Ti. Assim será engrandecido o teu nome e nós poderemos acolher esse irmão novamente em nosso meio, com alegria. Porque Tu SENHOR não tens prazer na morte do pecador, e, sim, na sua conversão e vida.

Leva ao arrependimento todos os demais que desviaram-se de Ti.

(Segue-se o Pai Nosso).

FORMA PARA A EXCOMUNHÃO DE MEMBROS COMUNGANTES

Amados no Senhor Jesus Cristo:

O Conselho anunciou a esta igreja mais de uma vez que o (a) irmão (irmã)………………………………………………. tem persistido em uma vida pecaminosa. A finalidade destes anúncios era para que este irmão, pelas orações e admoestações da congregação, voltasse ao Deus vivo e fosse libertado do poder de Satanás, que o fez cativo. Mas para nossa profunda tristeza, ninguém nos avisou de qualquer evidência de verdadeiro arrependimento, embora ele (ela) tenha sido avisado por muitos. A sua culpa que já era grave, só aumentou por causa da sua persistência no pecado. Tendo demonstrado a ele (a ela) muita paciência, a Palavra de Deus nos obriga a proceder com o último recurso que o Senhor nos dá, a saber: a exclusão da comunhão da sua Igreja. Esta excomunhão tem a intenção de que este irmão (irmã) fique envergonhado (a) dos seus pecados, e serve também para evitar que este membro pecador contamine todo o corpo, que é a Igreja de Cristo. Além disso, é desta maneira que a blasfêmia do nome de Deus é evitada.

EXCOMUNHÃO:

Cristo Jesus designou o exercício da disciplina aos seus oficiais com as palavras: “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado nos céus” (Mateus 18:18). Portanto nós, os membros do Conselho da Igreja de Deus nesta localidade, *excomungamos, no nome do nosso Senhor Jesus Cristo, a: …………………………………………………………………………….. da Igreja do Senhor, porque ele (ela) obstinadamente persiste em seu pecado. Ele(Ela) é excluído, agora, da comunhão de Cristo e do seu reino. Ele (Ela) não pode mais participar dos sacramentos. Ele (Ela) não tem mais parte nos benefícios e bênçãos espirituais que Cristo confere à sua Igreja. Enquanto ele (ela) persistir em seu pecado, que seja (para vocês como um incrédulo, excluído da Igreja (confira Mateus 18:17).

[Junto com …………………………………………. são excomungados os seguintes filhos dele(dela)]:

AVISO PARA A CONGREGAÇÃO:

Nós os exortamos (a vocês), amados(irmãos em Cristo, para que não o (a)considerem um inimigo (uma inimiga). Ao contrário, tentem avisá-lo (la) com amor. Mas não se associem com ele (ela), a fim de que o mesmo (a mesma) seja envergonhado (a) e se arrependa (Confira 1 Tessalonicenses 3:14,15).

Esta excomunhão, amados, é um aviso para todos nós. Temamos a Deus e sejamos prudentes, porque aquele “que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Coríntios 10:12). Continuem na verdadeira comunhão com o Pai e seu Filho, Jesus Cristo, e também com todos os crentes sinceros, a fim de que nós obtenhamos eterna salvação.

Vocês viram como o nosso irmão (nossa irmã) excomungado (a) perdeu o caminho; como ele (ela) começou a cair e gradualmente se arruinou. Aprendam com isso como Satanás é sutil em levar o homem à destruição, e como ele o faz desprezar a Palavra de Deus e os seus Sacramentos (2 Coríntios 2:11). Portanto, resistam ao mal desde o princípio. “Desembaraçando-nos de todo o peso, e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus” (Hebreus 12:1-2). “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” (1 Pedro 5:8). “Orai, para que não entreis em tentação” (Lucas 22:46). “Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações” (Hebreus4:7). “Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor” (Filipenses 2:12).

Que todos se arrependam dos seus pecados para que o nosso Deus não nos entristeça novamente e nós não fiquemos aflitos por mais um membro do corpo. Vivam unanimemente em piedade; sejam a nossa coroa e alegria no Senhor. Somente o Senhor, que “efetua em vós tanto o querer como o realizar segundo a sua boa vontade”, é capaz de nos guardar no caminho dos seus mandamentos (confira Filipenses 2:13).

Invoquemos, portanto, o seu santo nome confessando os nossos pecados.

ORAÇÃO:

Deus justo e Pai misericordioso, diante de tua santa majestade nós nos acusamos por causa dos nossos pecados. Nós reconhecemos que merecemos a tristeza e aflição que a excomunhão do nosso (nossa) irmão (irmã) causou. Sim, todos nós somos dignos de sermos excluídos da tua presença por causa das nossas muitas transgressões.

Mas, ó Senhor, sê gracioso para conosco por causa do amor de Cristo. Nós nos arrependemos dos nossos pecados e pedimos-Te perdão. Opera em nós pelo teu Espírito Santo para que nos esforcemos em cada vez mais servir a Ti. Concede que fiquemos longe da poluição espiritual do mundo e dos que se desviaram de Ti.

Concede que o membro excluído fique envergonhado por causa dos seus pecados e volte para Ti, porque Tu não tens prazer na morte dos ímpios, mas em que o ímpio volte dos seus maus caminhos e viva.

Portanto, nós, o teu povo, sempre acolheremos os que voltam para Ti. Acende em nossos corações amor e zelo para que, por meio das nossas admoestações e do nosso exemplo, este irmão (esta irmã) excomungado (a) e outros que vivem em incredulidade sejam trazidos de volta para Ti.

Abençoa nossos esforços a fim de que tenhamos motivos de nos alegrarmos de novo com ele (ela), sobre quem estamos lamentando agora, para que desta maneira o teu santo nome seja louvado. Por nosso Senhor Jesus Cristo. Amém!

*: Nota Explicativa: A decisão tomada por um Conselho Local de excomungar um membro da Igreja precisa do consentimento de outra assembléia eclesiástica para evitar arbitrariedade. Normalmente é o concílio que trata deste assunto. Caso não haja ainda tal assembléia, o Conselho procura o consentimento de outros conselhos (vizinhos).

FORMA PARA A READMISSÃO À IGREJA COMUNICADO À CONGREGAÇÃO:

Amados em nosso SENHOR Jesus Cristo:

É de vosso conhecimento que há alguns anos (meses) foi excluído(a) da Igreja nosso(a) irmão(irmã)……………………………………………………………………………….

Agora com alegria podemos comunicar-vos que ele(a) pela graça de Deus chegou ao arrependimento e deseja ser readmitido(a) à comunhão da Igreja de Jesus Cristo. Visto que Cristo nos ordena receber com alegria todo aquele que volta arrependido, nós vamos recebê-lo(la) novamente, com alegria, na comunhão da Igreja, a não ser que até o domingo dia……………………………………………. sejam apresentadas objeções legítimas contra essa readmissão. Nesse momento, todos nós nos lembraremos de agradecer a Deus pelo favor concedido a ele(a), rogando ao Deus Pai de misericórdia que possa completar a sua obra neste(a) irmão(irmã) para a salvação eterna do(a) mesmo(a).

FORMA DE READMISSÃO:

Amados em nosso SENHOR Jesus Cristo!

Recentemente informamos a vocês do arrependimento e conversão de…………………………………….., a fim de que, com vossa aprovação, este(a) irmão(irmã) pudesse ser recebido(a) de novo na Igreja de Deus. Visto que ninguém apresentou objeção legítima contra esta readmissão, receberemos agora este(a) irmão(irmã) de volta à comunhão dos santos. Jesus confiou à sua Igreja as chaves do Reino dos Céus, quando disse: “Em verdade vós digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra, terá sido desligado nos céus” (Mateus 18:18). E como Deus na sua Palavra declara não ter prazer na morte do pecador, mas antes que ele se converta e viva, (Ezequiel 33:11). A Igreja do Salvador Jesus Cristo sempre continua esperando a conversão de pecadores e recebe de novo, com alegria e amor, na sua comunhão todo aquele que volta arrependido. Por isso, o apóstolo Paulo exorta a Igreja a perdoar alguém que se mostra contritamente arrependido após ter sido disciplinado por motivo de pecado, a consolá-lo e dar provas de amor para com ele, (2 Coríntios 2:5-7). Para todos aqueles que confessam seus pecados é a promessa: Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar de toda injustiça (1 João 1:9). Ninguém que tenha se arrependido sinceramente, precisa, de forma alguma, duvidar que Deus pela sua graça o acolherá em amor, pois Cristo diz assim: “Se de alguns perdoardes os pecados, são-lhes perdoados” (João 20:23).

PERGUNTAS PARA A READMISSÃO:

Antes de continuarmos com o ato de readmissão de (nome)…………………………………………………. à comunhão da Igreja de Cristo, requeremos que ele responda as seguintes perguntas:

1. Você declara de todo o seu coração, diante de Deus e de sua Igreja, que está sinceramente arrependido(a) dos seus pecados nos quais persistia e que por causa deles estava corretamente excluído(a) da Igreja?

2. Você crê verdadeiramente que Deus perdoou todos os seus pecados, somente pelos méritos de Jesus Cristo e que agora Ele te recebe em graça?

3. Você deseja ser readmitido(a) à comunhão da Igreja do SENHOR Jesus Cristo e promete, pela graça do SENHOR, viver de agora em diante em toda santidade conforme a Palavra do bom Deus?

Resposta : Sim!

READMISSÃO À IGREJA:

Reunidos em nome e autoridade de Jesus Cristo, nós, como servos e supervisores da Igreja de Deus, readmitimos (nome)…………………………………………………………, da excomunhão à comunhão da Igreja de Deus. Recebemos você outra vez na Igreja de nosso SENHOR com alegria e gratidão. Declaramos que você tem parte na comunhão de Cristo, nos santos sacramentos, bem como em todos os dons espirituais e bênçãos de nosso Salvador, os quais Deus promete dar à Sua Igreja. Que o eterno Deus preserve você nesta graça até o fim de tua vida, através de Seu único Filho, nosso SENHOR e Salvador Jesus Cristo. “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará” (1 Tessalonicenses 5:24). Amém.

ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO:

Gracioso Deus e Pai, nós te agradecemos e te louvamos, pois, por meio de Jesus Cristo, Tu tens concedido a este irmão(irmã) um descontentamento para com o pecado e um arrependimento piedoso para a vida. Nós te oramos para que mostres a este(a) irmão(irmã) a Tua graça, que ele(a) possa tornar-se mais e mais convicto(a) da completa remissão de todos os seus pecados envolvendo-se com a certeza de uma alegria inexprimível e deleitando-se em servir só a Ti.

Por algum tempo este(a) irmão(irmã) angustiou-se muito por causa de seus pecados. Permitas, SENHOR Deus, que ele(a) agora, estando outra vez neste estado de graça, possa edificar a muitos por meio de sua conversão. Permitas, SENHOR Deus, que este(a) irmão(irmã) ande firmemente em Teus caminhos até o fim de sua vida nesta terra.

Toca-nos, Pai santo! Pois através deste exemplo sabemos que contigo há perdão e que por isso Tu podes sempre ser louvado. Permitas, que agora com nosso irmão(irmã) possamos servir-Te com temor e obediência como de uma criança em todos os dias de nossa vida, através de Jesus Cristo nosso SENHOR e Salvador, que juntamente com Deus Pai e o Espírito Santo é o único e verdadeiro Deus. Amém!

(Se quiser pode ainda acrescentar o Pai nosso).