1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer

Formas Litúrgicas

Na Grande Reforma, foi necessário reformar não somente a teologia da Igreja, mas também a sua prática, inclusive a sua liturgia. O Martinho Bucer, em 1524, foi um dos primeiros para celebrar o culto na língua do povo, e não em Latim. Martinho Lutero publicou a ordem do culto da Santa Ceia em alemão, em 1526.

Foi especialmente em Genebra que as Igrejas Reformadas, guiados por João Calvino, reformaram o culto conforme os princípios da Palavra de Deus e a prática da Igreja primitiva. Em 1542, Calvino publicou um livro de culto, La forme des prières e chantz ecclesiastiques, avec la manière d´administrer les sacremens e consacrer le marriage, selon la coutume de l´Église ancienne (A forma de orações e cânticos eclesiásticos, com a maneira de administrar os sacramentos e consagrar o casamento, conforme a prática da Igreja antiga). Este livro serviu para guiar as Igrejas de Cristo de volta a um culto agradável a Deus, conforme a Sua vontade revelada, em Espírito e em Verdade.

O culto reformado, quando comparado por exemplo com o culto Cristão descrito por Justino Mártir no 2º século, é quase idêntico. As orações escritas, e as formas descrevendo o significado dos sacramentos, estão repletas de citações e referências Bíblicas.

A prática de usar a liturgia de Genebra se espalhou por todas as Igrejas Reformadas da Europa. O João Knox, quando pastoreou a Igreja inglesa em Genebra, publicou uma versão em inglês. Mas tarde, a Igreja Presbiteriana da Escócia adotou esta liturgia e formas, e fez uso delas até a publicação e adoção do Diretório de Culto Público, da Assembléia de Westminster. Porém, quando a Assembléia Geral da Igreja escocesa adotou oficialmente o Diretório de Culto, fez questão de afirmar que não estava colocando de lado a liturgia e formas genebrinas por serem inferiores. O propósito foi uma tentativa de manter unidade com a Igreja inglesa.

As Igrejas Reformadas continentais continuaram fazendo uso da liturgia e formas genebrinas, por quase 500 anos. O grande Sínodo de Dort (1618-19), que publicou os Cinco Pontos da Fé contra os Arminianos (Os Cânones de Dort), também fez uma revisão das formas litúrgicas. As mesmas formas ainda estão sendo usadas nas Igrejas Reformadas do Brasil.

Quem está online

Temos 60 visitantes e Nenhum membro online

Instituto João Calvino

O Instituto João Calvino (também chamado "Centro de Estudos Teológicos das Igrejas Reformadas do Brasil") é um projeto de educação teológica que visa a preparação de homens para os oficios na igreja de Cristo. Curta a página no Facebook!

Catecismo de Heidelberg

 

É com imensa alegria que comunicamos, que para o a comemoração dos 450 anos do Catecismo de Heidelberg, foi criado um site sobre o mesmo e uma página no Facebook para reunirmos materiais relacionados ao mesmo. Visite o site!